Resumo musical

O retorno dos Libs

O rock britânico é terreno fértil no que diz respeito ao surgimento de bandas legais – desde a lendária invasão britânica. O Libertines, liderado porPeter Doherty e Carl Barat, é um bom exemplo, e devemos celebrar seu retorno. Separados há um bom tempo, o grupo ensaiou a volta em duas apresentações ocorridas na Escócia, na última semana, e neste sábado fez um show histórico no Hyde Park, em Londres. A NME já postou algumas fotos da festa, e no Youtube aos poucos vão surgindo vídeos lindos como este que você confere aqui. Belo retorno dos caras.

 

Lily Allen dedica canção a Blatter e divulga novo vídeo

Acontecendo paralelamente a Copa, o Glastonbury pode ser considerado o maior evento musical do planeta, ou pelo menos está entre os três maiores. Entre os shows memoráveis desta edição está o de Lily Allen. A cantora, sempre antenada com o mundo do futebol, dedicou a canção “Fuck You” a Joseph Blatter (chefão com pinta de mafioso da Fifa). Segundo Lily Allen, Blatter é “uma das pessoas mais corruptas, ou melhor, não a mais corrupta, porém a mais irritantemente corrupta” (hehe) – clique aqui e confira. Na última semana a cantora também divulgou o vídeo de “URL Badman”, novo single de seu novo álbum, Sheezus, que você confere a seguir.

 

New Order toca inédita

O grande New Order divulgou outra faixa inédita na última semana, durante um show realizado em Chicago. A canção se chama“Plastic”, é longa, com sete minutos de duração, e traz um ritmo com boas doses de anos 80. Durante a apresentação do grupo aqui no Brasil, no Lollapalooza deste ano, a banda havia mostrado a inédita “Singularity”. Será que vem disco novo por aí?

 

Damon Albarn grava participação em álbum de Tony Allen

O líder do Blur Damon Albarn gravou a ótima faixa“Go Back” em parceria com o baterista Tony Allen. A faixa vai integrar o próximo disco solo de Allen, chamado Film Of Life, previsto para chegar ao mercado em outubro. Damon Albarn já havia trabalhado com o lendário baterista da banda Africa 70 (que acompanhou o mito Fela Kuti) no belíssimo projeto The Good, The Bad, & The Queen – que também contava com ex-integrantes do Clash.

 

Jack toca Kanye West

Após protagonizar uma apresentação memorável no Glastonbury, o criativo Jack White gravou uma participação na rádio BBC, na última semana. O programa traz um trecho de entrevista e em seguida uma parte musical na qual Jack toca algumas de suas canções. Vale muito a pena conferir o áudio aqui. Um trecho do show do músico no Glasto 2014 também pode ser conferido no Youtube, (para assistir clique aqui, antes que alguém apague, hehe).

 

Anúncios

Resumo musical

Lily Allen pegando no pé das meninas

Lilly Allen aposta agora em uma sonoridade mais hip hop. O fato de flertar com o gênero cujos primórdios é a militância pode – ou não – ter deixado a cantora mais intensa. Calma, você vai entender. A artista divulgou nesta semana o vídeo da faixa “Sheezus”, que também dá nome ao seu próximo álbum – previsto para chegar às lojas em 5 de maio. A letra faz críticas a artistas como Beyonce, Lorde, Lady Gaga e Rihanna – poxa, a Lorde é legal, Lilly (hehe). Em determinado momento da canção, Lilly Allen diz: , “Lorde smells blood, yeah/ She’s about to slay you/ kid ain’t one to fuck with / and she’s only on her debut”. Eu, hein…

 

Courtney Love fazendo barulho

A roqueira Courtney Love voltou. Após anunciar há poucos dias que irá reunir metade da sua ex-banda, o Hole, para uma provável turnê, a cantora divulgou a faixa “You Know My Name”. A canção faz parte do single Wedding Day, que será lançado em 4 de maio. A nova canção (vídeo abaixo) remete ao punk rock que temperou os primeiros trabalhos do Hole.

 

Cut Copy versão balada (psicodélica)

Ainda em turnê de divulgação de seu belo último álbum, Free Your Mind, o grupo eletrônico-indie-pop Cut Copy mostrou nesta semana sua nova empreitada sonora: a balada pop-psicodélica “Like Any Other Day”.  O lançamento pegou carona na trilha de singles divulgados no importante Record Store Day – ao lado da já conhecida “In These Arms Of Love”, esta última mais na linha anos 80, marca forte no som do Cut. Os caras são bons.

 

Jack White é gênio. E quebra recordes

O Jack é gênio. E se bater recordes está ligado ao adjetivo que acabo de usar, então termo “gênio” casou perfeitamente com o momento. No último dia 19 de abril (celebração do Record Store Day), Jack White lançou o single mais rápido da hitória – ele foi gravado, masterizado, prensado e lançado em 3 horas e 21 minutos, só isso (hehe). A canção se chama “Lazaretto” e também vai dar nome ao próximo álbum do músico, cujo lançamento está previsto para 9 de junho. Desnecessário dizer que o som da faixa é um blues-rock pesadão dos bons.

 

As Dum Dum Girls e as cores

Coloridas e divulgando seu último disco,Too True, lançado neste ano, as meninas do Dum Dum Girls (curto esse nome!) divulgaram nesta semana o vídeo da canção “Rimbaud Eyes”. O clipe exibe muitas cores, num clima à moda Screamadelica do Primal Scream, e com sonoridade pop, viciante, dançante e com boas doses de anos 80. Aumenta o som.

Resumo musical

John Frusciante está de volta!

O ex-Peppers John Frusciante em breve estará de volta aos palcos. O músico divulgou nesta semana a faixa “Todos Menos El Dolor” (sim, cantada em espanhol), de sua nova banda, chamada Kimono Kult, projeto que conta com as presenças de Omar Rodríguez-López e Teri Gender Bender. O grupo lança em 4 de março o EP Hiding In The Light, e deve fazer shows para mostrar ao público o novo trabalho. O som é experimental, como boa parte dos discos lançados pelo guitarrista, e traz pitadas de afrobeat. A gente celebra a volta do Frusciante aqui no Cultura no Prato.

 

Dead Weather tem barulho novo. Lindo!

O Jack White retornou com seu Dead Weather e já prevê disco novo da banda para 2015. Nesta semana o grupo divulgou outro single, chamado “Rough Detective”, dueto lindo com a competente Alison Mosshart. A canção integra um material chamado The Vault, da gravadora do Jack, a Third Man Records.

 

Lily Allen divulga novo single

A cantora Lily Allen aos poucos retorna ao cenário musical. No final de 2013 ela divulgou o vídeo da canção “Hard Out Here” e nesta semana foi a vez de “Air Balloon”, faixa que também irá integrar o próximo álbum da moça, previsto para 2 de março. Musicalmente, acho que a nova música dialoga um pouco com a praia sonora da MIA. Acho.

 

O show surpresa do U2

O U2 andava meio sumido, né? Então, andava, porque no último final de semana a banda liderada pelo carismático Bono Vox fez uma aparição surpresa, em um evento organizado pelo Sean Penn, com o intuito de levantar fundos para o Haiti – bem U2 mesmo, hehe. O “pocket” rolou em um hotel localizado em Beverly Hills. Na apresentação, o grupo mandou “Vertigo”, “Desire” e uma cover de “Hallelujah” (Leonard Cohen), esta última com participação da cantora haitiana Anaelle Jean-Pierre. Mandaram bem!

 

Disclosure divulga clipe de “Grab Her”

Se você ainda não ouviu o álbum Settle, do Disclosure, trate de fazer isso já. Trata-se de um dos álbuns mais legais de 2013 – em outras palavras, uma renovação das boas na música eletrônica. Nesta semana a dupla inglesa divulgou o vídeo da faixa “Grab Her”, outra canção tirada do último trabalho do Disclosure. Achei o clipe um pouco esquisitão, confesso, mas…

Nova temporada da série “Girls” terá Beck e Lily Allen

 

A trajetória de Hanna Horvath e suas amigas, todas no auge de seus vinte e poucos anos, chega à sua terceira temporada na HBO, no próximo dia 12. O legal da série Girls, além das idas e vindas – amorosas ou não – provocadas pelo calor da idade (hehe), é a trilha sonora, que conta com uma boa mescla pop-indie.

Nas temporadas anteriores, Girls foi exibida ao som de nomes como Belle & Sebastian, Robyn, Fleet Foxes, Sleigh Bells, Icona Pop, Santigold, Angel Haze, Azealia Banks e Solange, entre outros. Durante entrevista concedida ao canal Radio.com nesta semana, o supervisor musical da série, Manish Raval, confirmou que a nova temporada terá Miguel, Beck, Jenny Lewis, Lily Allen, e Christina Perri.

Como diria o escritor Nick Hornby, em High Fidelity – não exatamente com estas palavras, claro –, a música pop é capaz de narrar todos os percalços e desilusões da vida. Talvez por conta disso ela seja tão interessante.

 

Para Lily Allen, Dolly Parton e outras cantoras são “bitches”. Yeah!

 

O discurso feminista da Lily Allen está afinado há tempos. Desde que lançou o hit “Smile”, a moça já cantava versos como: “When I see you cry/ Yeah, it makes me smile” – que soa como uma dica sobre “como os garotos deveriam ser tratados” (hehe). O retorno da artista ocorreu na última semana, com o vídeo da canção “Hard Out Here” (vídeo abaixo), com direito a uma bela alfinetada no single de letra machista de Robin Thicke (Toma essa, Rob!).

Nesta semana Lily segue “soltando o verbo”. Em entrevista ao The Observer, braço do britânico Guardian, a artista disparou: “Dolly Parton is a bitch. Adele’s a bitch. Angela Merkel is a bitch… Rihanna’s an inspiring bitch, my mum, Miley’s a bitch, rising. She’s my hero.”. O motivo do elogio às colegas cantoras é simples: segundo a artista, hoje há mais mulheres em evidência na música do que quando ela surgiu no cenário musical, em 2006 – ao lado, claro, da Amy Winehouse.

Ao que tudo indica, o próximo álbum da cantora britânica deve chegar ao mercado somente no próximo ano, entretanto, em depoimento recente à NME, ela afirmou que o lançamento do disco “poderia ser antecipado para antes do Natal”. Acho pouco provável, mas se tratando da Lily Allen, é bom não duvidar.

 

Resumo musical

Moz vai regravar Lou

A música contemporânea não teria nome mais adequado para prestar uma homenagem justa (e, à altura) ao ícone Lou Reed que o Morrissey. Que o grande Moz é fã assumido do legado deixado por Lou, não há dúvida – o Velvet Underground bateu forte nos ouvidos do músico antes mesmo dos tempos de Smiths.  Um versão para “Satellite of Love”, gravada por Morrissey em 2011, durante um show em Las Vegas, será lançada como single no próximo dia 2 de dezembro. A canção vai integrar uma versão em vídeo da autobiografia do Moz, que tem sido um grande sucesso no mercado editorial. O vídeo você confere a seguir. E quer saber? A versão ficou incrível.

 

Lorde visita o Letterman. Lorde faz cover de Tears For Fears!

A menina vale outro: com apenas 17 aninhos, a cantora neozelandesa Lorde, que faz um som meio indie, meio pop, meio Lana Del Rey com XX, tem abalado o cenário musical. Nesta semana ela deu o que falar: visitou o programa do David Letterman, deu uma tremenda audiência e ainda gravou uma versão para “Everybody Wants to Rule the World”, do Tears For Fears, para o filme Hunger Games (Jogos Vorazes). Estava ouvindo o novo álbum dela hoje, que vazou no YouTube, clique aqui e ouça enquanto é tempo. O disco é bem interessante.

 

Lily Allen lança vídeo e alfineta Robin Thicke

A Lily Allen está de volta e não está para brincadeira. Seu retorno não poderia ser melhor, acredite, o primeiro single divulgado pela cantora inglesa nesta semana, “Hard Out Here”, dá uma bela alfinetada no hit “Blurred Lines”, do cantor Robin Thicke. No vídeo da canção do músico pop, uma garota dança próxima à frase: “Robin Thicke tem um grande pênis” – uma piada sem graça, convenhamos. Em resposta, no vídeo divulgado pela cantora, eis que surge a mensagem: “uma vagina larga”, em resposta aos machões. O próximo álbum de Lily Allen está previsto para ser lançado em 2014 e, segundo a própria artista, o novo trabalho terá “vibrações feministas”. É por isso que adoramos a Lily!

 

David Bowie lança vídeo sexy, via revista VICE

David Bowie decidiu fazer uma parceria com a publicação VICE, revista cult linha editorial vai de sexo a geopolítica, para divulgar a nova versão do vídeo da faixa “Love Is Lost”, que integra a edição “de luxo” do álbum The Next Day. O vídeo é bonito, sexy e a canção é aquela remixada pelo James Murphy – com calorosos 10 minutos de duração.

 

Canções do próximo álbum do Jake Bugg vazam na web 

O músico-prodígio Jake Bugg, atração confirmado no line up do nosso Lollapalooza 2014, lança seu segundo álbum, Shangri La – gostei do nome –, na próxima semana. No início desta semana, o garoto inglês (ele tem apenas 19 anos) divulgou o primeiro single que irá compor seu novo trabalho, “Messed Up Kids”. A canção tem mesmo “jeito” de grande hit e repercutiu bem em diversas publicações – entre revistas especializadas e grandes jornais. Na última quinta-feira (14), outra faixa do Shangri La vazou na web, desta vez a bela “A Song About Love” – nem preciso dizer que a canção é uma balada (hehe). Fiquem de olho nesse moleque!

Sorrisos e tropeços de Lily Allen

 

Atualmente longe dos holofotes da grande mídia, a cantora britânica Lily Allen já protagonizou diversas polêmicas. De bebedeiras e uso de drogas ao romance com Ed Simons (Chemical Brothers), passando também por um doloroso aborto. A fase conturbada, entretanto, foi acompanhada pelo sucesso comercial dos hits “Smile” e “LDN”. Já no futebol a cantora costuma sofrer, por conta de ser torcedora do modesto Fulham, da Inglaterra.

O tempo passou e muita coisa mudou na vida de Lily Allen. A começar pelo nome, alterado para Lily Rose Cooper, após o casório, sem contar que a moça será mãe pela segunda vez e ainda por cima trabalha canções novas, que devem compor seu próximo disco. Essa trajetória de sorrisos e tropeços pode ser melhor compreendida nas páginas de Smile – A Vida de Lily Allen, assinado por Bella Wolfson.

Embora Lily Allen pareça jovem para ter os causos de sua vida narrados em um livro, a cantora já viveu muitas turbulências e hoje passa por um período de sossego – algo que Amy Winehouse não conseguiu – e amadurecimento. Sem contar que musicalmente, já gravou um dueto com o ex-Clash Mick Jones (vídeo abaixo), no álbum War Child – Heroes Vol.1. Haja bagagem.

 

Serviço:

Smile – A Vida de Lily Allen

Autor: Bella Wolfson.

Editora: Best Seller Ltda.

Páginas: 238.

Preço: R$ 19,90.