Planeta Terra 2012: meninas arrasam e Brett Anderson mostra ‘escola Morrissey’

 

Foi uma tarde cinzenta, com muita chuva, que marcou a edição 2012 do festival alternativo Planeta Terra. Mais indie que isso, impossível. Antes de sair de casa rumo ao Jockey Club, local que recebeu e evento, fiz questão de anotar um cronograma de ‘shows obrigatórios’, lista que incluía Best Coast, Suede, Azealia Banks e Garbage – nessa ordem.

Com a chuva controlada, o final de tarde ouviu os primeiros acordes do show do grupo californiano Best Coast (vídeo acima). Com Bethany Cosentino toda de preto, figurino que destacava sua guitarra modelo Fender Telecaster creme, a banda emendou hits de seus dois álbuns Crazy for You (2010) e The Only Place (2012). Talvez pela magia de melodias ensolaradas como “Crazy for You”, “Summer Mood” e “The Only Place”, ou mera coincidência, o sol deu o ar da graça durante um trecho da apresentação. A aparição foi tão marcante que até a Bethany emendou: “Trouxemos o sol” – sem dúvida, um dos melhores momentos do festival. Vale destacar ainda a força do set-list, que contou com faixas “Do You Love Me Like You Use”, “I Want To”, “When I’m With You” e a canção-baladinha-fofa “Boyfriend”.

O Suede subiu ao palco com a responsa de agradar os fãs, que há muitos anos esperavam uma visita da banda ao Brasil. E o grupo de Brett Anderson não desapontou, fez bonito, jogou pra torcida, com um set-list jeitão ‘greatest hits’. Enquanto canções como “She”, “Trash”, “Animal Nitrate” e “We Are the Pigs” faziam a galera soltar a voz, dois caras ao meu lado, que não conheciam a banda, perguntaram: “esse cara lembra demais o Morrissey, dos Smiths, não é mesmo?”. Achei o comentário engraçado e respondi: “Ele (Brett Anderson) integra uma banda inglesa dos anos 90 e, assim como os demais grupos de sua época, passaram pela escola Morrissey”.

Olhei para o relógio e percebi que era necessário correr para ver a pimentinha Azealia Banks. Precisei sacrificar “New Generation” e “Beautiful Ones”, que fecharam o show do Suede, sorry Brett. Dei sorte, cheguei poucos minutos antes do DJ da rapper iniciar a apresentação. Quando a moça entrou, de topzinho brilhante e cabelão solto, mandou ver a sequência matadora de “Out of Space”, “Neptune?”, “Atlantis” e “Fuck Up the Fun”, todas da mixtape lançada por Azealia neste ano. Com uma energia contagiante, que impressionou até o público que não conhecia a cantora, a rapper fez jus ao rótulo de um dos nomes mais cool (segundo a NME) desse tal ‘novo rap’. A nota triste ficou por conta do show curto, mas eletrizante, de apenas meia hora. A frase “é a minha primeira vez na América do Sul, façam barulho por isso”, dita por Azealia, vai ficar na lembrança, assim como as diversas vezes em que a cantora disse “fuck” e “bitch”, hehe. Azealia ainda tocou “Luxury”, “Liquorice”, “Esta Noche” e “212”, fazendo a galera agitar do início ao fim. Baita show.

Restava apenas o Garbage para que a minha missão fosse cumprida. A primeira vez de Shirley Manson e cia no Brasil, outro momento ‘revival anos 90’ do Planeta Terra. E, para a minha alegria, outro grande show. No entanto, diferente do Suede, o Garbage procurou mesclar canções do novo disco Not Your Kink of Poeple e clássicos que marcaram a carreira do grupo. A figura imponente de Shirley Manson é um show à parte, a musa manteve o público em suas mães enquanto cantava “Automatic Systematic Habit”, “Paranoid” e “Why do You Love Me?”.

O baterista Butch Vig, também conhecido por ter produzido o álbum Nevermind, de um tal Nirvana, destacou a importância da vinda do grupo ao Brasil, enquanto Shirley Manson fez questão de reforçar: “um grande obrigado a todos que nos esperaram por tanto tempo. Desculpe por terem feito vocês esperarem tantos anos. Agora estamos aqui em São Paulo, no Brasil”, disse. Ainda houve tempo para o Garbage tocar “Queer”, “Stupid Girl”, “Cherry Lips dn 1/2 Step” e “Blood for Poppies”. A derradeira canção gerou expectativa, era possível ouvir cochichos como: “será que vai chover, será que vai chover?”. Não choveu, mas Shirley entoou os versos de “Only Happy”, música que melhor traduz o clima cinzento e vibrante que marcou esta edição do festival favorito dos indies: “I’m only happy when it rains…”. Ah, o evento ainda contou com os shows dos grupos Gossip e Kings of Leon que, segundo a opinião da galera e da crítica, também mandaram bem! Nos vemos na edição 2013.

 

Anúncios

Resumo musical da semana

Neil Young e a Crazy Horse agitam a estrada

O titio Neil Young e a Crazy Horse divulgaram nesta semana outro belo vídeo, desta vez da canção “Twisted Road”, que irá integrar o álbum duplo Psychedelic Pill, previsto para chegar às lojas em 30 de outubro – o segundo disco dos caras neste ano. Eu já havia comentado sobre a letra da música por aqui, mas, o vídeo com ares de road movie, num climão meio Into The Wild, merece destaque. Se a letra passeia por canções que fizeram a cabeça de Neil Young e seus brothers, o vídeo traz lembranças de viagens e shows de nomes como Bob Dylan, Roy Orbinson e Grateful Dead. Aumente o som!

 

Karina Buhr no cinema, mermão!

A cantora e performer Karina Buhr gravou uma participação especial no filme Era uma vez eu, Verônica, de Marcelo Gomes, um dos destaques da 36ª Mostra Internacional de Cinema, evento que começa hoje (19), em Sampa. No teaser abaixo dá pra conferir o trecho no qual Karina Buhr canta a bela “Mira Ira”.

 

O EP novo dos Black Keys

A atração mais aguardada do festival gringo Lollapalooza – na minha opinião, claro –, o duo Black Keys, lançou na última semana o EP Tour Rehearsal Tapes, gravado ao vivo no estúdio, em dezembro de 2011. O trabalho já está disponível no iTunes. A dupla ainda afirmou recentemente que já está trabalhando novas faixas que irão integrar o próximo álbum da banda, previsto para 2013 – mesmo ano que eles tocarão no Brasil. Rá! Abaixo você confere a versão studio-live de “Dead and Gone”.

 

O vídeo aquático do XX

Eis outro belo fruto do álbum Coexist, do grupo XX. Nesta semana a banda divulgou o vídeo do single “Chained”, produzido por Young Replicant, em parceria com o The Creators Project. As imagens aquáticas impressionam, mas, segundo os próprios caras do XX, “fizeram a banda passar dois dias submersa”. Exageros à parte, o resultado foi satisfatório.

 

Paul Banks agora é solo

O líder do Interpol, Paul Banks, se aventura em carreira solo, aproveitando a pausa de sua banda. O álbum Banks será lançado em 23 de outubro, pelo selo Matador Records. A canção “The Base” (vídeo abaixo) está disponível para dowload e o disco pode ser escutado na íntegra aqui. A sonoridade do Interpol é presença marcada, o que não se trata de nenhum deslize.

 

Toca Patti, Shirley!

Antes de fazer o palco do Planeta Terra tremer, no próximo sábado (20), Shirley Manson e seu Garbage fizeram uma apresentação memorável em Houston, na última semana. Em determinado momento, Shirley convocou a vocalista da banda Screaming Females, responsável pela abertura do show, para um belo cover de “Because The Night”, da poeta-punk Patti Smith. Vale lembrar, que o show agendado para esta semana em São Paulo marcará a primeira visita do Garbage ao Brasil. Show histórico à vista!

Resumo musical da semana

Martinho da Vila e seus 45 anos de samba

Os 45 anos de carreira de um dos maiores nomes do ‘ziriguidum’, Martinho da Vila, serão comemorados com um lançamento bem interessante.  Seu primeiro álbum, Martinho da Vila (1969), ganhará uma bela reedição, que irá contar com novos arranjos e ‘faixas bônus’. Abaixo, uma das canções que marcaram a trajetória desse grande mestre do samba.  

 

Jack White vem aí!

O gênio Jack White lança, na próxima segunda-feira (16), o vídeo da canção “Freedom At 21” e para aquecer a estreia um teaser do clip já pode ser conferido. Vai vendo. O legal disso tudo é que o roteiro do vídeo lembra demais os filmes do diretor Quentin Tarantino (eu achei!). Quem assina a direção é Hype Williams, se liga só nas imagens.

 

Canção inédita dos Killers

Os Killers estão de volta. Ótima notícia. O grupo prepara um disco de inéditas, que vai se chamar Battle Born, e nesta semana divulgou o primeiro single, que irá integrar o novo trabalho, a canção “Runaways”. O próximo álbum dos Killers será lançado no dia 17 de setembro.  

 

Planeta Terra mostra os dentes e fecha com Garbage e Best Coast! Cool…  

O festival Planeta Terra, que neste ano vai ocorrer no Jockey Club, em Sampa, divulgou duas novas atrações: as bandas Garbage e Best Coast. Ambas desembarcam no Brasil pela primeira vez. O Garbage vem divulgar seu último disco, Not Your Kind of People (2012) e o Best Coast, após o elogiado Crazy for You (2010) vai mostrar ao público a turnê do recém-lançado The Only Place (2012). Outra coincidência é que os dois grupo são liderados por beldades (Shirley Manson e Bethany Cosentino). Os marmanjos estão com sorte, hehe.  

 

A ‘mixtape monstro’ da Azealia Banks 

A rapper Azealia Banks, atração confirmada no festival Planeta Terra, disponibilizou nesta semana uma mixtape com 19 faixas para download. Agora, você (é, você!) pode baixar e estreitar sua relação com o som da moça, que é dos bons. Pode acreditar. Clique aqui e confira, afinal de contas, trata-se de uma das artistas mais celebradas do rap atual (ou ‘novo rap’, como você preferir).

Resumo musical da semana

Joe, essa é pra você!

Que o Eddie Vedder é um cara gente fina a gente já sabe. Mas nesta semana ele foi brilhante durante a apresentação do Pearl Jam no festival Isle Of Wight, na Inglaterra. Em determinado momento, antes do grupo tocar uma bela versão para “Arms Aloft”, do grande Joe Strummer, o vocalista mandou essa: “Estava pensando nisso quando estávamos no caminho para cá. É triste, mas já são quase dez anos sem ele”. Emocionante. A morte do ex-Clash completará uma década em dezembro e no mês de agosto, o evento “Strummer of Love” irá homenagear Joe. Nesta semana, outra grande atração do festival foi confirmada, a Justice Band, do correligionário dos tempos de Clash, Mick Jones.

 

Toca Raul!

O mito-maluco-beleza Raul Seixas completaria 67 anos na última quinta-feira 28 de junho – achei que ele tivesse nascido há dez mil anos, mas tudo bem. Responsável por absorver referências que vão de Elvis Presley a Luiz Gonzaga, o eterno Raulzito é e sempre será o roqueiro nacional mais lembrado nas festas. Hey DJ, toca Raul, vai!

 

Sete décadas de Gil

O ex-ministro, cânone tropicalista e (em determinados momentos) reggae man, Gilberto Gil, completou 70 anos na última terça-feira, 26 de junho. Artista influente e respeitado, o músico brasileiro deve celebrar seu aniversário dando um presente aos fãs. Segundo a revista Rolling Stone Brasil, Gil prepara um acústico, que será acompanhado por músicos de uma orquestra.  

 

O line-up do Planeta Terra. Vem mais por aí…

As especulações sobre possíveis atrações do festival Planeta Terra estavam certas. A organização do evento divulgou nesta semana Kings of Leon, Gossip, Maccabees e rapper-belezinha Azealia Banks (vídeo abaixo). A edição deste ano acontece no Jockey Club, em Sampa, no dia 20 de outubro. Mais bandas devem ser anunciadas nos próximos dias, dentre elas o Garbage, que deixou vazar no Twitter que virá ao Brasil em breve. Sobre os ingressos, clique aqui e confira as datas e pontos de venda.

 

Lana, o furacão  indie-pop

A Lana Del Rey já pode ser considerada um fenômeno pop. Além da boa estreia no cenário musical internacional, com o álbum Born To Die, a moça tem marcado presença nos principais festivais de música. E quer saber? Ela ainda consegue algo raro: passear entre o indie e o pop. Sério. Nesta semana foi a vez do lançamento do vídeo absurdo da canção “National Anthem”, novo single da moça. A narrativa mostra o rapper A$AP Rocky interpretando John F. Kennedy (o presidente norte-americano que foi assassinado) e Lana no papel de Jackie Kennedy.

Resumo musical da semana

Vacina nova!

O grupo-sensação britânico, Vaccines, divulgou a versão de estúdio da canção “No Hope”, no último dia 28 – digo isso porque a música já foi executada em algumas apresentações da banda, inclusive no show ocorrido no mês de abril, em São Paulo. Os ingleses devem lançar um álbum de inéditas (ainda sem nome nem data de lençamento) neste ano. Achei a canção bacana e vocês?

 

O furacão Azealia Banks 

A mocinha está dando o que falar. Além de uma excelente performance no palco e boas referências musicais, a rapper Azealia Banks lançou o EP 1991 no iTunes, nesta semana. O novo trabalho trouxe boas surpresas e uma mistura bem-sucedida de rap e música eletrônica, como a faixa título, que você confere logo a seguir. Como eu havia comentado no Twitter, na última quarta-feira (30), espero que algum festival traga essa talentosa artista ao Brasil. Já pensou?

 

O incrível retorno de Howard Devoto 

Manchester, 25 de maio de 2012: Howard Devoto, um dos fundadores da banda de punk rock Buzzcocks, está de volta à sua antiga banda. Foram mais de 30 anos longe do grupo – Devoto deixou o Buzzcocks após o lançamento do EP Spiral Scratch (1977) para formar o Magazine. Na apresentação o grupo tocou o lendário EP na íntegra, além de outros sucessos. Aos fãs brasileiros resta ficar na torcida para que este show comemorativo (e muito especial) acabe passando por aqui. 

 

Neil Young, Crazy Horse e o disco monstro “Americana”

Se você acompanhou as atualizações das últimas semanas, aqui no blog Cultura no Prato, com certeza deve ter lido algo sobre a volta da parceria entre Neil Young e sua banda-irmã, a Crazy Horse. Formada pelos ‘brothers’ Ralph Molina, Frank “Poncho” Sampedro e Billy Talbot, o grupo não gravava com Young há 16 anos. Nesta semana a Rolling Stone disponibilizou para audição o próximo álbum dos caras, chamado Americana, com lançamento previsto para 5 de junho. Grande parte do repertório traz releituras para clássicos da folk music, com as potentes guitarras já bem conhecidas na trajetória do grupo. Dentre os destaques, belíssimas versões para “Oh Susannah” (vídeo abaixo), “This Land is Your Land” e “God  Save The Queen”, que não é o hino punk dos Sex Pistos. Nos próximos dias teremos a resenha completa deste celebrado álbum. Aguardem!

 

Dinossauros completam 30 anos

O grupo Titãs celebra seus 30 anos de carreira neste ano. Além dos shows comemorativos, nos quais a banda resgata grandes clássicos da época de discos importantes como Cabeça Dinossauro (1986), a discografia completa do grupo está sendo lançada no iTunes. A seguir você confere o catálogo que foi disponibilizado pela Warner – e que também pode ser comprado separadamente: Titãs (1984), Televisão (1985), Cabeça Dinossauro (1986), Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas (1987), Go Back (1988), O Blesq Blom (1989), Tudo Ao Mesmo Tempo Agora (1991), Titanomaquia (1993), 84 94 – Volume 1 (1994), 84 94 – Volume 2 (1994), Domingo (1996), Acústico MTV (1997), Volume 2 (1997) e As Dez Mais (1999).

 

Shirley Manson irada! 

 “Dude, never hit a fucking woman, what is wrong with you man,” gritou a vocalista Shirley Manson, do Garbage, durante o show do grupo, ocorrido no ultimo dia 25 de maio, no House Of Blues, Atlantic City. A cena de um rapaz agredindo uma garota no gargarejo do palco fez a cantora parar a apresentação, no meio da canção “Stupid Girl”, e solicitar que o brigão – e covarde – fosse retirado do local (confira no vídeo abaixo). Ponto para a beldade – adoro ela! Por falar em show, o Garbage está apenas começando a extensa turnê de divulgação do recém-lançado Not Your Kind Of People, que ainda não tem data prevista para passar pela América do Sul e, consequentemente, pelo Brasil.

 

Adeus, Jacobina…

A música se despede de um personagem extremamente dedicado à música e à cultura. Nelson Jacobina, parceiro de longa data de Jorge Mautner, faleceu na última quinta-feira (31) por conta de um câncer no pulmão. Dentre os trabalhos de Jacobina, destaque para a coautoria em clássicos como canções “Lágrimas Negras” e “Maracatu Atômico”, que foi gravada por Gilberto Gil e Chico Science & Nação Zumbi. Além disso, o músico, compositor e violinista foi um grande incentivador da disseminação da cultura no Brasil. Certamente irá fazer muita falta.

Resumo musical da semana

O rei do blues novamente no Brasil

Um dos grandes mestres do blues, o eterno BB King, fará novamente shows no Brasil (boa notícia, hein?). As apresentações irão ocorrer no Rio de Janeiro, Curitiba e São Paulo (nos dias 5 e 6 de outubro, no Via Funchal, e no dia 7, no Bourbon Street). Os ingressos começaram a ser vendidos na última segunda-feira (14).

 

O país do futebol… E do reggae

O Brasil agora terá um dia especial para comemorar o ritmo musical divulgado pelo grande Bob Marley, o reggae. Isso mesmo, na última segunda-feira (14), a presidente Dilma Rousseff sancionou o projeto de lei, de autoria do deputado federal Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) – hoje ele é senador –, que estabeleceu o “Dia Nacional do Reggae”. Agora, o reggae será festejado no Brasil na data de 11 de maio. Segue o texto de Rollemberg: “É relevante mencionar a absorção de outros ritmos musicais estrangeiros que, sem dúvida, ‘caíram’ no gosto do brasileiro. O legado que Bob Marley deixou ao mundo vai muito além do reggae: é através deste que muitos artistas brasileiros usam o meio da música para fazer legítimas críticas sociais. A influência deste estilo musical é tamanha em alguns estados brasileiros, que já há lei municipal que instituiu o dia do reggae.”. Legal, né? Só para lembrar, há poucos dias Dilma Rousseff também sancionou a lei que criou o “Dia Nacional da Música Popular Brasileira”, comemorado em 17 de outubro, data do nascimento de Chiquinha Gonzaga. Vai, Brasil!

 

Novo álbum do Garbage na área

O Garbage reforçou a volta do grupo com o lançamento do álbum Not Your Kind of People, na última segunda-feira (14) – data de estreia do disco nos Estados Unidos e Europa. Este foi o segundo lançamento mais legal da semana, sorry, em primeiro está o ótimo Ya Know, do Joey Ramone – confira o último post do blog. No site da revista New Musical Express dá pra ouvir trechos das canções, o que permite analisar o clima do disco. Abaixo você confere o primeiro single, a faixa “Battle In Me”. Em breve teremos a resenha do álbum aqui no blog, aguardem!

 

Kills no Coachella e quem sabe também no Brasil

Como alguns festivais legais, como o SWU e o Planeta Terra, que irão ocorrer no segundo semestre não se manifestaram sobre os respectivos line-up, a gente fica torcendo por aqui para que bandas legais venham ao Brasil. Uma delas, pelo menos na minha opinião, é o incrível duo The Kills, que teve um vídeo novo divulgado nesta semana, pela gravadora Dominio Records. A canção se chama “DNA” e o show foi gravado no importante festival Coachella, que ocorre anualmente na Califórnia.

 

Wagner Moura é da Legião

O ator Wagner Moura vai interpretar o lendário Renato Russo. Calma, não se trata de nenhum filme sobre a vida do vocalista da banda Legião Urbana, mas uma reedição do grupo. O show está sendo organizado pela MTV e vai ocorrer entre os dias 29 e 30 de maio. Abaixo você confere um trecho do filme Vips (2011), no qual o ator dá voz à canção “Será”. Confira também a seguir mais informações sobre o show.

 

Serviço:

Tributo à Legião Urbana

Dias 29 e 30 de maio, às 21h, no Espaço das Américas (Rua Tagipurú, 795, São Paulo).
Preço: R$ 200 (compre pelo site: www.ticket360.com.br ou no local do show).  Contato: 2027-0777.

Garbage para fãs de Garbage

 

A rotina agitada de uma banda de rock fez com que o Garbage ficasse um bom tempo sem lançar canções inéditas. O último álbum do grupo, Bleed Like Me (2005), trazia as letras de uma Shirley Manson devastada pelo fim de um relacionamento amoroso – o que não significa que o trabalho ficou ruim, pelo contrário, trata-se de um belo disco.

No entanto, essa temática parecia expressar também o sentimento entre os companheiros de banda. Após uma curta turnê, o Garbage entrou em período de férias, sem data para voltar. As coisas ficaram ainda piores quando a mãe da vocalista Shirley Manson faleceu, em 2008. O que levou a moça a reatar com os correligionários de grupo foi o conselho de um amigo, segundo entrevista concedida pela cantora à revista Spin.

Com as baterias recarregadas e algumas feridas curadas, Shirley Manson está novamente ao lado de Butch Vig – que além de baterista também é produtor e assinou trabalhos como Nevermind (Nirvana) e Dirty (Sonic Youth) –, Duke Erikson e Steve Marker. A banda lança no próximo dia 14 de maio o álbum Not Your Kind Of People, cujo nome provocador, segundo a vocalista, é mesmo para intimidar a crítica – algo como: “um disco para os nossos fãs e ponto”.

Uma previa de Not Your Kind Of People foi divulgada nesta semana (clique aqui e ouça). Nos poucos segundos divulgados de cada canção é possível notar a sonoridade de outros trabalhos do Garbage, como a presença de elementos eletrônicos, pós-punk, guitarras e, claro, a bela voz de Shirley Manson. Além disso, a musa segue compondo letras amargas, dentre elas “I Hate Love”, canção assinada por uma autora capaz de ser feliz em dias chuvosos.  

Para aquecer as novidades sobre o grupo, acima você confere a versão gravada recentemente pelo Garbage para a canção “Who’s Gonna Ride Your Wild Horses”, do U2, faixa que integra o disco AHK-toong BAY-bi Covered, que traz nomes como Jack White, Patti Smith e Depeche Mode tocando músicas do grupo liderado por Bono Vox.