Resumo musical

The Who divulga faixa inédita, e evoca AC/DC e Daft Punk

A sexta-feira não foi especial apenas pela aguardada chuva que resolveu cair em São Paulo. Pela manhã, acessei a página do jornal britânico Guardian e me deparei com a nova faixa divulgada pelo The Who. A canção, intitulada “Be Lucky”, vai integrar a coletânea The Who Hits 50, celebração dos cinquenta anos do lendário grupo – um dos pilares da invasão britânica, ao lado de Beatles e Stones. Se na linha do tempo do Who a sonoridade da faixa remete ao final da década de 1970, a letra parece reforçar essa conexão ao mencionar AC/DC e Daft Punk, a primeira setentista e a outra ambientada em nosso tempo. É claro que a menção ao AC/DC mexe vem carregada de sensibilidade na semana na qual a banda australiana anunciou a saída do guitarrista Malcolm Young, e em meio a todos esses ingredientes ainda há espaço para uma voz robótica (quase sampleada) à moda Daft Punk.

Neil Young lança álbum em novembro

Acompanhado pelo compositor Chris Walden e uma orquestra com mais de noventa músicos, Neil Young entre em estúdio para gravar seu próximo álbum, chamado Storytone, previsto para ser lançado em 4 de novembro. Nesta semana o lendário cantor divulgou o primeiro single do novo trabalho, a faixa “Who’s Gonna Stand Up? (and Save the Earth)”, de letra engajada em políticas ambientais – deixando, inclusive, uma mensagem embasando a causa em sua página na web.

O retorno do Weezer

O Weezer prepara o lançamento de seu próximo álbum, intitulado Everything Will Be Alright in the End, cujo lançamento está previsto para o dia 7 de outubro. Nesta semana a banda divulgou duas faixas que irão integrar no novo trabalho: “The British Are Coming” (clique aqui e ouça, via Under the Gun Review) e “Back to the Shack” (vídeo abaixo). Nos próximos dias a banda começa uma série de shows nos Estados Unidos e, já que estamos aguardando a divulgação do line-up do Lolla 2015, quem sabe eles aparecem por aqui. Acho que seria uma boa.

Black Keys e a incrível “A Girl Like You”

Quem nunca se flagrou cantando a faixa “A Girl Like You”, do músico britânico Edwyn Collins? Eu já, e um monte de outras pessoas também, aposto. O cantor hoje atravessa um momento difícil, por conta de um derrame cerebral que o impede de voltar a fazer música. Lado triste da história. Mas, como os caras do Black Keys também cativam um carinho especial pela faixa composta por Collins, eles resolveram tocá-la durante o show da dupla, ocorrido no Schottenstein Center, Ohio, no último dia 5 de setembro. Cool.

Ryan Adams faz jam com o Johnny Depp

O roqueiro e ator nas horas vagas (haha) Johnny Depp participou da apresentação do músico Ryan Adams, ocorrida na última semana. Famoso por tocar com astros do rock, Depp mostrou habilidade com a guitarra durante as canções “Mother” (cover da banda Danzig, que você confere no vídeo abaixo) e “Kim”, do álbum homônimo do cantor norte-americano. O ator recentemente gravou também uma das guitarras da faixa “Aching For More” (clique aqui e confira), b-side do single “Gimme Something Good”, lançado no último mês.

Resumo musical

Johnny Marr prepara álbum de inéditas. E já tem até vídeo novo 

A carreira solo do lendário Johnny Marr ganhará novos capítulos com o lançamento do álbum Playland, previsto para 7 de outubro. Nesta semana, o guitarrista divulgou o vídeo do primeiro single do novo trabalho, a canção “Easy Money”. A faixa é mais dançante que as músicas registradas no primeiro álbum solo do músico, The Messenger, e traz a guitarra inconfundível de Marr.

 

Arcade Fire, desta vez, toca canção de Neil Young

O Arcade Fire está impossível. Já postei tantas surpresas ocorridas nos shows da atual turnê do grupo (que divulga o álbum Reflektor) que acabei perdendo a conta. Pois bem, na última semana o grupo se apresentou em Winnipeg, Manitoba, e durante a apresentação tocou a belíssima “Come On Baby Let’s Go Downtown”, do gênio Neil Young. Detalhe, na mesma semana, em Edmonton, Alberta, o Arcade Fire prestou homenagem ao clássico cinematográfico Back to the Future (De Volta Para o Futuro). Sem mais.

 

Black Keys divulga vídeo de “Weight of Love”

O duo Black Keys lançou nesta semana o vídeo absurdo (de bom!) da faixa “Weight of Love”, com direito a participação da supermodelo Lara Stone (foto abaixo). As imagens mostram a rotina de uma espécie de seita composta por mulheres, num clima de positive vibe embalado pela deliciosa melodia da canção – uma das minhas favoritas do novo álbum da dupla, Turn Blue. O vídeo é assinado pelo diretor Theo Wenner, o mesmo do clipe de “Fever” (que inclusive recebe menção no início deste novo). Clique aqui e confira o vídeo no site da Pitchfork.   

 

Vespas Mandarinas e a caminhada em Sampa

Um dos bons nomes do rock nacional, inclusive tocando em algumas FMs, a banda Vespas Mandarinas divulgou nesta semana o vídeo da canção “Santa Sampa”, inspirado no filme São Paulo S/A. O clipe retrata uma caminhada em meio ao cinza predominante da cidade de São Paulo, combinada o resgate sonoro do pop rock dos anos 80.

 

Afghan Whigs faz cover de clássico do Police

O Afghan Whigs é um dos nomes clássicos da cena indie norte-americana. Atualmente o grupo está em turnê de seu mais recente trabalho, o álbum Do the Beast, lançado neste ano – após um intervalo de 16 anos. Nesta semana, uma versão que o grupo havia gravado para o clássico do Police “Every Little Thing She Does Is Magic” (canção que amo) foi encontrada por um dos engenheiros de som que trabalha com a banda. Segundo o vocalista Greg Dulli, os vocais foram regravados e a pérola foi disponibilizada para audição no site da Entertainment Weeklyclique aqui e confira.

Resumo musical

Arctic Monkeys toca Tame Impala

O grupo Arctic Monkeys, maior banda do planeta hoje, resolveu fazer uma releitura da canção “Feels Like We Only Go Backwards”, do contemporâneo e psicodélico Tame Impala, durante uma visita ao programa Like a Version. Como em outras ocasiões, os representantes do grupo foram o vocalista Alex Turner e o baterista Matt Helders, e acho que não preciso dizer que a versão ficou ótima (haha). Dizem por aí (eu disse, dizem!), que a banda deve vir ao Brasil no final deste ano para apresentações, fora de grandes festivais, como superbanda mesmo.

 

O retorno triunfal do gênio Morrissey

A saúde do grande Morrissey parece estar melhor. De volta aos palcos, o ex-líder do grupo britânico Smiths atualmente está trabalhando no lançamento de um mais álbum de inéditas, que terá 20 faixas, um bom motivo para os fãs festejarem. O trabalho irá se chamar World Peace Is None of Your Business, e deve chegar às lojas em julho. Nesta semana, Moz se apresentou na Califórnia e mostrou ao público algumas canções novas, como “The Bullfighter Dies”, a faixa que deverá dar nome ao álbum e “Earth Is the Loneliest Planet”, que você confere a seguir. O músico segue em turnê pelos Estados Unidos e a gente torcendo para ele vir ao Brasil (hehe).

 

Semana Black Keys!

O Black Keys voltou a bombar nos sites dos principais veículos especializados em música nesta semana. Após anunciar o álbum Turn Blue, que será lançando na próxima semana, a dupla divulgou o vídeo do primeiro single do disco, “Fever”. Dei uma pesquisada rápida hoje na web e descobri que o novo álbum pode ser ouvido – pelo menos até agora, hehe – no Youtube. O som está mais cadenciado, mas continua bem bom.

 

O novo vídeo de dez minutos das Savages

O grupo Savages divulgou nesta semana o vídeo, de dez minutos, da canção “Fuckers”, faixa que integra o EP que foi lançado no último dia 5 de maio, acompanhada pelo cover do Suicide “Dream Baby Dream”. Durante a passagem do grupo pelo Lollapalooza Brasil, em abril, a banda tocou essa canção. Devo admitir que certamente foi um dos grandes momentos do evento. A atmosfera do clipe remete aos bons tempos do punk rock britânico, no longínquo ano de 1977.

 

Courtney divulga vídeo novo e confirma shows na Inglaterra 

Sempre polêmica, a roqueira Courtney Love pretende voltar a fazer barulho no cenário musical com o lançamento do single-dobradinha “Wedding Day”/”You Know My Name”, lançado no último dia 4 de maio. Nesta semana, a cantora divulgou o vídeo da faixa “You Know My Name”, e também confirmou dois shows no Reino Unido. Apesar de não ser oficial, a chegado do single ao mercado pode “puxar” o lançamento de um álbum de inéditas, vamos aguardar.

Resumo musical

O novo vídeo da Kathleen Hanna, com colaboração do Adam “Ad-Rock”

O projeto The Julie Ruin, da genial Kathleen Hanna, divulgou nesta semana o vídeo da faixa”Just My Kind”, que integra o álbum Run Fast. A canção recebeu mixagem do mago James Murphy (LCD Soundsystem), já parte das filmagens do clipe foram feitas pelo maridão da Hanna, o beastie boy Adam “Ad-Rock” Horovitz. Sem mais.

 

Black Keys lança single, e tem disco novo vindo aí!

O sucesso do discão El Camino fez o Black Keys tirar merecidas férias, pelo menos dos veículos de comunicação – após reinar nas principais páginas noticiosas. A dupla divulgou nesta semana o single “Fever”, que vai integrar o próximo álbum do duo, chamado Turn Blue, previsto para ser lançado em 12 de maio. A sonoridade segue a linha dançante proposta nos últimos trabalhos da banda, como El Camino (2011) e Brothers (2010). O Cultura no Prato curtiu.

 

Explica tudo, Julian

O Julian Casablancas vem ao Lollapalooza São Paulo sem o seu Strokes, no próximo dia 5 de abril. O vocalista divulgou há  poucas semanas que irá lançar disco novo em breve, fato que irá rechear o show do Lolla de canções inéditas, mescladas à parte do repertório strokiano e também ao disco Phrazes For The Young (2009), o primeiro trabalho solo do músico. Em vídeo divulgado nesta semana, Julian explica como formou sua banda de apoio, o Voidz, e também falou sobre a sonoridade do próximo trabalho: “It sounds like music of our time.” Realmente didático, hehe.

 

Savages lança nova versão de “Silence Yourself”, com direito a cover do Suicide

Estou empolgado para assistir ao show do Savages no Lolla, sério. O grupo britânico, que remete ao punk-pós-punk-brit com maestria, vai lançar uma versão comemorativa de seu álbum de estreia, Silence Yourself, no próximo dia 5 de abril (um dia antes do show em Sampa!). O disco terá duas faixas inéditas, a ótima “Fuck” (ao vivo) e um cover de “Dream Baby Dream”, do Suicide – que ficou bem legal.

 

Strypes fazem o Letterman delirar!

Tipo uma “invasão britânica mirim” (haha), os moleques do Strypers, grupo irlandês que faz rock dos bons numa pegada “começo dos anos 60”, visitou o programa do apresentador David Letterman nesta semana. A banda mandou tão bem, ao tocar a supersônica “What a Shame” (do álbum Snapshot), que até o Letterman perdeu um pouco a linha (haha). Genial.

Dan Auerbach, do Black Keys, ensina técnicas de ‘slide guitar’

 

O guitarrista e vocalista da dupla Black Keys, Dan Auerbach, participou da última edição da série Guitar Moves, do canal Noisey. Ao lado do apresentador Matt Sweeney, Auerbach mostrou técnicas de slide guitar, comuns no blues, durante uma verdadeira aula de guitarra.

Durante a conversa, o guitarrista disse que adquiriu tais habilidades ouvindo artistas como Rolling Stones e  Fleetwood Mac. Além disso, Auerbach também destacou os vídeos gravados pelo pesquisador Alan Lomax, que registrou diversas lendas do blues norte-americano – material fundamental durante o período de estudo do guitarrista.

Após o sucesso do álbum El Camino (2011), o duo Black Keys anunciou que irá lançar disco novo no primeiro semestre de 2014. Em entrevista concedida à Uncut, Dan Auerbach falou sobre o projeto: “Vamos começar a fazer um novo álbum na segunda semana de janeiro (2014), esperamos que fique pronto em março”. Enquanto isso, a gente aprende slide guitar com o Dan (hehe).

Na cola do Lollapalooza

O Pearl Jam, do vocalista Eddie Vedder, fechou o Lollapalooza 2013 (Foto Divulgação).
O Pearl Jam, do vocalista Eddie Vedder, fechou o Lollapalooza 2013 (Foto Divulgação).

O Cultura no Prato se aventurou na lama do tradicional Jockey Club, em São Paulo, para contar o que de melhor ocorreu no Lollapalooza 2013. Em meio a rostinhos bonitos e felizes, com suas camisetas de grupos legais (e nem tão legais assim), diversas bandas tocaram ao longo dos três dias de evento.

No primeiro dia só deu Killers. A banda liderada pelo vocalista Brandon Flowers, filho do Bono Boxx (hehe), soube tirar proveito do dia no qual algumas apresentações não agradaram muito, como o show ‘estranho’, para alguns, do Flaming Lips, que exagerou na dose ‘viagem experimental’. Sendo assim, o Killers literalmente jogou para a torcida, desfilando hits antigos e novos como “Somebody Told Me”, “Mr. Brightside”, “Runaways” e “Miss Atomic Bomb”.

O segundo dia chegou e com ele atrações de peso como Black Keys, Queens of the Stone Age, Franz Ferdinand, Alabama Shakes e Gary Clark Jr. Como os horários de Franz e Alabama coincidiram, fui obrigado a escolher e, considerando o fato de já ter visto o competente grupo escocês duas vezes, optei pelo estreante Alabama Shakes, da diva Brittany Howard.

O Alabama focou o repertório do show em seu primeiro disco, Boys & Girls, e mandou sucessos como “Hold On”, “You Ain’t Alone” e “I Ain’t the Same”. O ponto alto fica por conta da belíssima voz da vocalista Brittany Howard. Ao fim da apresentação, ouvi comentários do pessoal que voltava do Franz como: “foi o melhor (show) até agora”. É possível ter ideia de como foi a performance por lá, não é mesmo?

Antes do Alabama, vale destacar também o incrível Gary Clark Jr., que faz um rock-blues ao estilo Jimi Hendrix, com pitadas pop. “Bright Lights” tem um poder surreal ao vivo, canção que é forte candidata a ”momento mágico do evento”.

Hora do Queens of the Stone Age, uma das bandas mais aguardadas do Lolla 2013. Com baterista novo, o QOTSA trouxe o mago Josh Homme novamente ao Brasil e um repertório competente na bagagem. Foi insano: “No one knows”, “Burn the witch” e “Little Sister”, entre outras canções, fizeram o publico pular sobre a lama que cobria boa parte do chão do Jockey. Ainda sobrou tempo para a inédita “My God Is the Sun”, que também agradou.

O final do segundo dia de festival tinha o duo Black Keys como principal atração. O setlist girou em torno dos discos Brothers (2010) e El Camino (2011), mas surpresas como “Thickfreakness”, faixa-título do segundo álbum da dupla, também apareceram no repertório. Cabe dizer também que houve certa injustiça com o Black Keys, principalmente, em relação a comentários feitos nas redes sociais.

O ótimo momento da dupla no cenário internacional fez com que eles fossem escalados para fechar o sábado, tocando depois do Queens – banda que algumas pessoas defendiam como headliner do dia. Para analisar um artista, antes de tudo, é preciso conhecê-lo. Vale a pena refletir. Defesa feita, confesso que o lado direito do palco apresentou falhas, deixando a guitarra baixa, mas nem esse fator tirou o brilho da apresentação. Que foi linda, sim.

O terceiro o último dia chegou com a seguinte missão: ver as bandas Hives e Pearl Jam. O grupo sueco fez um show poderoso, até pessoas que estavam em frente ao palco principal, na espera pelo Pearl Jam, rasgaram elogios ao Hives. Também pudera, com o vocalista Howlin’ Pelle Almqvist endiabrado, como uma espécie de filho do Mick Jagger, o Hives mostrou todo o seu punk-garage-rock numa apresentação devastadora, com direito a palmas, autógrafo para fá enlouquecido, momento estátua (famoso nas apresentações do grupo) e hits como “Hate to Say I Told You So”, “Main Offender”, “Tick Tick Boom” e “Go Right Ahead”. Show perfeito.

A magia do Lollapalooza, com todos os eventuais defeitos de qualquer evento grande, chegou ao fim com o gigante Pearl Jam, do carismático Eddie Vedder. O grupo norte-americano fez um show “greatest hits”, como não poderia ser diferente para uma banda consagrada.  Lá estavam os clássicos “Alive”, “Jeremy” e “Do the Evolution”, para alegria geral, que foi ainda maior por conta dos ótimos covers de The Who, “Baba O’Riley”, e Ramones, “I Believe In Miracles”. Menção honrosa também aos brasileiros Criolo e Planet Hemp, cujos shows não deixaram nada a desejar aos gringos. Que venha o Lollapalooza 2014!

A seguir, alguns vídeos com os principais destaques:

 

 

 

 

 

 

Dupla Black Keys é destaque no Grammy 2013

 

Enquanto o Brasil vive os dias de celebração do Carnaval, os norte-americanos realizaram, no último domingo (10), a edição deste ano do Grammy, premiação que elege os principais artistas da música contemporânea.

Presença garantida no festival Lollapalooza deste ano, o duo Black Keys venceu as categorias de Melhor Álbum de Rock, com o disco El Camino, e os prêmios de Melhor Performance de Rock e Melhor Canção de Rock, com a faixa “Lonely Boy” (vídeo acima), trilha do filme Meu Namorado é um Zumbi. O vocalista e guitarrista Dan Auerbach ainda levou o troféu de Produtor do Ano.

Outra dupla que tem motivos de sobra para festejar são os rappers  Kanye West e Jay-Z, cuja canção “Niggas in Paris” venceu os prêmios de Melhor Canção de Rap e Melhor Performance de Rap. Já o DJ Skrillex levou as categorias de Melhor Gravação Dance e Melhor Álbum Eletrônico, com Bangarang.

Derrotado nas categorias Álbum do Ano, Melhor Disco de Rock e Melhor Canção de Rock, o músico Jack White posa para foto ao lado do rapper Taylor The Creator.
Derrotado nas categorias Álbum do Ano, Melhor Disco de Rock e Melhor Canção de Rock, o músico Jack White posa para foto ao lado do rapper Taylor The Creator.

 

A seguir você confere todos os vencedores da edição deste ano do Grammy:

 

Album of the Year

Mumfords and Sons – Babel

The Black Keys – El Camino

fun. – Some Nights

Frank Ocean – channel ORANGE

Jack White – Blunderbuss

 

Record of the Year

Gotye feat. Kimbra – “Somebody That I Used to Know”

The Black Keys – “Lonely Boy”

Kelly Clarkson – “Stronger (What Doesn’t Kill You)”

fun. feat Janelle Monáe – “We Are Young

Frank Ocean – “Thinkin Bout You”

Taylor Swift – “We Are Never Ever Getting Back Together”

 

Song of the Year

fun. feat Janelle Monáe – “We Are Young”

Ed Sheeran – “The A Team”

Miguel – “Adorn

Carly Rae Jepsen – “Call Me Maybe”

Kelly Clarkson – “Stronger (What Doesn’t Kill You)”

 

Best New Artist

fun.

Alabama Shakes

Frank Ocean

Hunter Hayes

The Lumineers

 

Best Pop Solo Performance

Adele – “Set Fire to the Rain (Live)”

Kelly Clarkson – “Stronger (What Doesn’t Kill You)”

Carly Rae Jepsen – “Call Me Maybe”

Katy Perry – “Wide Awake”

Rihanna – “Where Have You Been”

 

Best Pop Duo/Group Performance

Gotye feat. Kimbra – “Somebody That I Used to Know”

Florence and the Machine – “Shake It Out”

fun. feat Janelle Monáe – “We Are Young

LMFAO – “Sexy and I Know It”

Maroon 5 and Wiz Khalifa – “Payphone”

 

Best Pop Vocal Album

Kelly Clarkson – Stronger

Florence and the Machine – Ceremonials

fun. – Some Nights

Maroon 5 – Overexposed

Pink – The Truth About Love

 

Best Dance Recording

Skrillex feat. Sirah – “Bangarang”

Avicii – “Levels”

Calvin Harris feat. Ne-Yo – “Let’s Go”

Swedish House Mafia feat. John Martin – “Don’t You Worry Child”

Al Waiser – “I Can’t Live Without You”

 

Best Dance/Electronica Album

Skrillex – Bangarang

Steve Aoki – Wonderland

The Chemical Brothers – Don’t Think

deamau5 – >Album Title Goes Here<

Kaskade – Fire and Ice

 

Best Rock Performance

The Black Keys – “Lonely Boy”

Alabama Shakes – “Hold On”

Coldplay – “Charlie Brown”

Mumford and Sons – “I Will Wait”

Bruce Springsteen – “We Take Care of Our Own”

 

Best Hard Rock/Metal Performance

Halestorm – “Love Bites (So Do I)”

Anthrax – “I’m Alive”

Iron Maiden – “Blood Brothers”

Lamb of God – “Ghost Walking”

Marilyn Manson – “No Reflection”

Megadeth – “Whose Life (Is It Anyways)?”

 

Best Rock Song

The Black Keys – “Lonely Boy”

Jack White – “Freedom at 21″

Mumford and Sons – “I Will Wait”

Muse – “Madness”

Bruce Springsteen – “We Take Care of Our Own”

 

Best Rock Album

The Black Keys – El Camino

Coldplay – Mylo Xyloto

Muse – The Second Law

Bruce Springsteen – Wrecking Ball

Jack White – Blunderbuss

 

Best Alternative Music Album

Gotye – Making Mirrors

Fiona Apple – The Idler Wheel Is Wiser Than the Driver of the Screw and Whipping Cords Will Serve You More Than Ropes Will Ever Do

Björk – Biofilia

M83 – Hurry Up, We’re Dreaming

Tom Waits – Bad As Me

 

Best R&B Performance

Usher – “Climax”

Estelle – “Thank You”

Robert Glasper Experiment feat. Ledisi – “Gonna Be Alright (F.T.B)”

Luke James – “I Wan You”

Miguel – “Adorn”

 

Best Urban Contemporary Album

Frank Ocean – channel ORANGE

Chris Brown – Fortune

Miguel – Kaleidoscope Dream

 

Best R&B Song

Miguel – “Adorn”

Tamia – “Beautiful Surprise”

Trey Songz – “Heart Attack”

Anthony Hamilton – “Pray For Me”

Elle Varner – “Refill”

 

Best R&B Album

Robert Glasper Experiment – Black Radio

Anthony Hamilton – Back to Love

R. Kelly – Write Me Back

Tamia – Beautiful Surprise

Tyrese – Open Invitation

 

Best Traditional R&B Performance

Beyoncé – “Love on Top”

Anita Baker – “Lately”

Melanie Fiona – “Wrong Side of a Love Song”

Gregory Porter – “Real Good Hands”

SWV – “If Only You Knew”

 

Best Rap Performance

Kanye West and Jay-Z – “Niggas in Paris”

Drake feat. Lil Wayne – “HYFR (Hell Yeah F–king Right)”

Nas – “Daughters”

Kanye West feat. Big Sean, Pusha T and 2 Chainz – “Mercy”

Young Jeezy featuring Jay-Z and André 3000 – “I Do”

 

Best Rap/Sung Collaboration

Kanye West and Jay-Z feat. Frank Ocean and The-Dream – “No Church in the Wild”

Flo Rida feat. Sia – “Wild Ones”

John Legend feat. Ludacris – “Tonight (Best You Ever Had)”

Nas feat. Amy Winehouse – “Cherry Wine”

Rihanna feat. Jay-Z – “Talk That Talk”

 

Best Rap Song

Kanye West and Jay-Z – “Niggas in Paris”

Nas – “Daughters”

Wale feat. Miguel – “Lotus Flower Bomb”

Kanye West feat. Big Sean, Pusha T and 2 Chainz – “Mercy”

Wiz Khalifa and Snoop Dogg feat. Bruno Mars – Young, Wild and Free”

 

Best Rap Album

Drake – Take Care

Lupe Fiasco – Food & Liquor II: The Great American Rap Album, Pt. 1

Nas – Life Is Good

The Roots – Undone

Rick Ross – God Forgives, I Don’t

2 Chainz – Based on a T.R.U. Story

 

Best Americana Album

Bonnie Raitt – Slipstream

The Avett Brothers – The Carpenter

John Fullbright – From the Ground Up

The Lumineers – The Lumineers

Mumford and Sons – Babel

 

Best Blues Album

Dr. John – Locked Down

Shemekia Copeland – 33 1/3

Ruthie Foster – Let It Burn

Heritage Blues Orchestra – And Still I Rise

Joan Osborne – Bring It On Home

 

Best Reggae Album

Jimmy Cliff – Rebirth

The Original Wailers – Miracle

Sean Paul – Tomahawk Technique

Sly & Robbie & The Jam Masters – New Legend – Jamaica 50th Edition

Toots and the Maytals – Reggae Got Soul: Unplugged on Strawberry Hill

 

Best Comedy Album

Jimmy Fallon – Blow Your Pants Off

Margaret Cho – Cho Dependent (Live in Concert)

Lewis Black – In God We Rust

Kathy Griffin – Kathy Griffin: Seaman 1st Class

Jim Gaffigan – Mr. Universe

Tenacious D – Rize of the Fenix

 

Best Score Soundtrack for Visual Media

Trent Reznor and Atticus Ross – The Girl With the Dragon Tattoo

Josh Williams – The Adventures of Tin Tin: The Secret of the Unicorn

Ludovic Bource – The Artist

Hans Zimmer – The Dark Knight Rises

Howard Shore – Hugo

Austin Wintory – Journey

 

Best Song Written for Visual Media

Taylor Swift and The Civil Wars – “Safe and Sound” from The Hunger Games

Arcade Fire – “Abraham’s Daughter” from The Hunger Games

Mumford and Sons – “Learn Me Right” from Brave

Katharine McPhee and Megan Hilty – “Let Me Be Your Star” from Smash

Jason Segel and Walter – “Man or Muppet” from The Muppets

Zac Brown – “Where the River Goes” from Footloose

 

Best Recording Package

Björk – Biophilia

Alabama Shakes – Boys and Girls

Aimee Mann – Charmer

David Byrne and St. Vincent – Love This Giant

Dirty Projectors – Swing Lo Magellan

 

Producer of the Year, Non-Classical

Dan Auerbach

Jeff Bhasker

Diplo

Markus Dravs

Salaam Remi

 

Best Short Form Music Vido

Rihanna feat. Calvin Harris – “We Found Love”

Foster the People – “Houndini”

Kanye West and Jay-Z feat. Frank Ocean and The-Dream – “No Church In the Wild”

M.I.A. – “Bad Girls”