Resumo musical

Franz acústico

O Franz Ferdinand visitou nesta semana o canal-web Deezer. Durante a passagem por lá, o grupo tocou algumas faixas de seu último álbum, Right Thoughts, Right Words, Right Action. A surpresa ficou por conta da maneira com a qual a banda tocou as canções. Se o grupo ainda não possui no currículo seu “acústico oficial”, a apresentação no Deezer mostrou um pequeno recorte de como seria esse tal “Franz Unplugged”. O set list foi composto por “Love Illumination”, “Bullet” e “Fresh Strawberries”.

 

Taylor, The Creator lança novo vídeo

O polêmico e maluco Tyler, the Creator divulgou nesta semana o vídeo da canção “Tamale”, faixa que integra o último álbum do rapper, Wolf. O clipe foi dirigido pelo próprio músico, mas sob a assinatura de seu pseudônimo, Wolf Haley. Assim como em outros vídeos, a proposta do rapper é provocar, desta vez, Tyler arrumou um trampolim bastante inusitado (hehe).

 

Chvrches faz cover de Whitney

Ventos bons soprando da Escócia. O novo Chvrches colocou na praça nos últimos dias seu álbum de estreia, The Bonés of What You Believe, disco lindo que mescla boas pitadas de electro-pop e Depeche Mode. Nesta semana rolou uma espécie de “show de lançamento”, no Boiler Room, clubinho cool de Londres. Na ocasião, além das faixas que compõem o álbum, o trio mandou uma belíssima versão para “It’s Not Right But It’s Ok”, da eterna Whitney Houston. Coisa fina.

 

Pixies lança vídeo… Estranho

O Pixies segue divulgando seu último EP, que ficou mais conhecido como “o primeiro trabalho da banda sem a baixista Kim Deal”. O tal EP é uma espécie de experiência que deve anteceder um álbum de inéditas, previsto para 2014. Nesta semana o Pixies lançou um vídeo para o segundo single tirado deste EP, a faixa “Andro Queen”. O clipe que ilustra a canção ficou bem esquisitão… Pelo menos eu achei.

 

A canção que (infelizmente) não entrou no álbum do Haim

As meninas do Haim lançaram na última semana o seu álbum de estreia, o ótimo Days Are Gone, trabalho que segue entre os mais vendidos nos Estados Unidos e Europa. O disco ganhou uma versão especial, que está sendo comercializada no iTunes, enriquecida por uma faixa bônus chamada “Edge”. A canção – que é bem boa – deixa no ar apenas uma reflexão: ela deveria fazer parte do disco – pode apostar. Confira a seguir.

Anúncios

Resumo musical

O campo sonoro do Bixiga 70

O grupo paulistano Bixiga 70 começou a ganhar destaque no cenário nacional, em meados de 2011, após fazer uma mescla interessante de afrobeat e jazz. Na última semana, o grupo lançou seu segundo trabalho, Bixiga 70, álbum que amplia o campo sonoro da banda. O novo disco reúne, além do já tradicional afrobeat do mestre Fela Kuti, ritmos jamaicanos e vibrações oriundas da Etiópia. No site do grupo é possível baixar o disco, de maneira gratuita ou paga – vamos contribuir aí, né pessoal! (hehe). Abaixo você assiste a uma entrevista recente, concedida pelo Bixiga 70 ao programa Metrópolis.

 

Killlers mostra vídeo novo

O The Killers irá revisitar sua carreira a partir do próximo dia 11 de novembro, quando chega às lojas a compilação Direct Hits. Nesta semana a banda de Brandon Flowers lançou o vídeo da faixa “Shot at the Night”, uma das duas inéditas que irão compor o novo trabalho. A canção traz uma sonoridade power-pop-80’s e ganhou um vídeo digno de um belo romance hollywoodiano (suspiros). Ah, a versão “deluxe” da coletânea terá uma versão do DJ Calvin Harris para “’When You Were Young’”, entre outros bônus.

 

Antes de desembarcar no Brasil, Palma Violets lança clipe

Na opinião deste que vos fala, o Palma Violets é uma das principais atrações do festival Planeta Terra deste ano. Digo isso porque é sempre interessante conhecer bandas que estão dando o que falar no competente rock inglês. E eles integram a nova (e boa) safra britânica. Os caras lançaram o álbum de estreia 180 no primeiro semestre de 2013, trabalho que rendeu elogios de veículos importantes, inclusive aqui, no Cultura no Prato. Nesta semana a banda divulgou o vídeo da ótima “Rattlesnake Highway”, que nada mais é que um rock básico, com dois minutos e pouco e que traz pitadas de Stones e Libertines. Preciso dizer mais alguma coisa? Acho que não.

 

Jools Holland recebe Franz e Pixies em semana indie

A gente sempre cita por aqui quando o gênio Jools Holland, da BBC, recebe bandas legais em seu programa. Na última semana dois importantes grupos do cenário indie rock – um clássico dos anos 90 e outro surgido no início dos anos 2000 – passaram pelo tradicional palco. O primeiro, o Pixies, levou ao programa canções que irão compor o EP-1, trabalho que precede um aguardado álbum de inéditas e que também marca a saída da baixista Kim Deal. O outro é o Franz Ferdinand, que mostrou ao público a dançante “Right Action”, que integra o recém-lançado Right Thoughts, Right Words, Right Action. São novidades como estas que alegram a nossa semana, hehe.

 

Icona Pop mostra força no Letterman

Elas roubaram a cena, literalmente. Há um tempo ocupando as principais paradas europeias, o duo Icona Pop visitou o programa do David Letterman na última semana, para promover o lançamento de seu primeiro álbum, This Is… Icona Pop. Durante a apresentação, as meninas tocaram a faixa “All Night”, canção que tem todos os ingredientes para se tornar “hit dos grandes”. Basicamente, o som da dupla não tem segredo, é apenas uma boa mescla de dance, pop, electro e boas melodias – do tipo que gruda na memória, sabe? Se você está afim de algo dançante, prove o som delas.

Resumo musical

O incrível retorno de Kathleen Hanna (ex-Bikini Kill)

Após liderar as lendárias bandas Bikini Kill, e Le Tigre, conhecidas por defender questões feministas em suas letras – e uma espécie de ‘mãe’ do contemporâneo Pussy Riot –, a vocalista Kathleen Hanna está de volta. À frente do The Julie Ruin (adorei o nome), a cantora divulgou nesta semana o single “Oh Come On”, um rock lindo e dançante com pitadas de punk rock, que estará presente no álbum de estreia do The Julie Ruin, previsto para chegar às lojas em 3 de setembro. Ouvir novamente a Kathleen Hanna é um convite aos bons tempos do rock alternativo dos anos 90.

 

Franz Ferdinand divulga o vídeo da canção “Right Action”

O Franz Ferdinand não para, brother. A banda prepara o lançamento do álbum Right Thoughts, Right Words, Right Action (prevista para agosto), andou tocando com o músico Beck e nesta semana divulgou o vídeo da faixa “Right Action”. O clipe tem uma vibe “Take Me Out” – eu achei –, e musicalmente flerta com Gang Of Four e Talking Heads – fato que, convenhamos, é puro Franz Ferdinand. Aproveitando o aquecimento do novo trabalho, a banda liderada pelo vocalista Alex Kapranos vai lançar também essa interessante “Right Action” no formato single, no próximo dia 19.

 

MIA divulga faixa “Only 1 U”, disco novo ainda é mistério

E aí, MIA, esse tal Matangi sai ou não sai? Pois é, apesar do mistério em torno de seu novo disco, a cantora-atitude MIA divulgou nesta semana a canção “Only 1 U”, embora ninguém saiba se a faixa irá integrar o próximo trabalho da artista. Enquanto o lançamento do álbum Matangi ainda não é oficialmente anunciado, a gente curte a boa “Only 1 U”.

 

Regina Spektor mostra sonoridade mais rápida em nova faixa

A série Orange is the New Black, recém-lançada no canal virtual Netflix, trouxe uma agradável surpresa em sua trilha sonora: a faixa inédita da Regina Spektor, “You’ve Got Time”. Embora ainda seja cedo para dizer se os próximos trabalhos da cantora serão mais rápidos (e roqueiros) como a novíssima “You’ve Got Time”, vale a pena destacar a beleza da canção.

 

Yo La Tengo lança animação e ensina o significado do termo ‘Yo La Tengo’

Linda como uma aula de rock. É o que se pode dizer sobre a animação lançada pela banda Yo La Tengo, para ilustrar a faixa “Ohm” – que integra o novo álbum do grupo, Fade. Quando o professor questiona os alunos sobre “o que é Yo La Tengo?”, a resposta é uma espécie de superequação que cita diretamente artistas dos mais diversos, de BB King a The Cure. O single “Ohm” será lançado pelo selo Matador em edição limitada. Por falar em Yo La Tengo, vocês já viram a apresentação que o grupo gravou para a gigante Pitchfork? Clique aqui e assita ao show.

Resumo musical

Vaccines divulga canção do ano (sério)

Se o ano acabasse hoje, certamente essa “Melody Calling”, divulgada pelo grupo Vaccines, seria a canção de 2013. A faixa será lançada oficialmente em agosto, como single, mas já dá pistas do conteúdo que pode integrar o terceiro álbum do grupo inglês. – que deve sair somente no primeiro semestre de 2014, talvez. Guitarra limpa, vocais perfeitos e melodia dançante, que remete aos anos oitenta de The Cure e Smiths, mas com uma pegada um pouco mais pop. Resumindo, “Melody Callling” é coisa linda. Clique aqui para ouvir a versão de estúdio – já o vídeo abaixo traz a faixa tocada ao vivo. 

 

Vazou mesmo, Franz?

O Franz Ferdinand bem que tentou, mas a inédita “Love Illumination” acabou vazando na web esta semana. A canção irá integrar o álbum Right Thoughts, Right Words, Right Action, cujo lançamento ocorre em 26 de agosto. Após retirar a faixa do YouTube, o grupo recuou e decidiu solta-lá em versão oficial, ao lado da também desconhecida “Right Action” (clique aqui e ouça). Preste atenção no belo riff de guitarra de “Love Illumination” e no som funkeado de “Right Action”. Vem disco bom aí.

 

MIA lança vídeo de “Bring the Noize”

Na última semana a cantora MIA divulgou o single “Bring the Noize”, canção pesada e boa de doer. Agora, chegou a vez da moça mostrar ao mundo o vídeo, lançado na última quarta-feira, que ilustra a ótima “Bring the Noize”. A música, aliás, deve integrar o próximo álbum da artista, Matangi, previsto para chegar às lojas no segundo semestre.

 

‘Badass’ Miles Kane grava canção com Professor Green

Insano. Esta é a palavra que resume o vídeo da canção “Are You Getting Enough?”, do Professor Green, que conta com a participação especial do chapa-roqueiro Miles Kane. A canção integra o terceiro álbum do rapper britânico Growing Up In Public, previsto para ser lançado em 14 de outubro. Após gravar um álbum inteiro em parceria com o vocalista do Arctic Monkeys, Alex Turner, o cantor Miles Kane mostra que também é competente no campo do hip hop. Pode aumentar o som!

 

Yeah! Karen O vê o dia clarear

A incrível Karen O acorda num inferninho para cantar a experimental (e boa) “Despair”, no vídeo divulgado nesta semana. A canção é o segundo single tirado do álbumo Mosquito, lançado neste ano pelo grupo Yeah Yeah Yeahs. Já na sequência do vídeo a banda aparece no alto de um prédio, no momento no qual o dia começa a clarear. Em entrevista recente à NME, a vocalista afirmou que este é “definitivamente um momento icônico” na trajetória da banda – se a Karen está feliz, a gente também está.

Resumo musical

Franz Ferdinand e o teaser em Glasgow

Nada como gravar um teaser em casa, na cidade natal, não é mesmo Franz Ferdinand? Pois é, o grupo britânico vai lançar o álbum Right Thoughts, Right Words, Right Action em agosto e nesta semana divulgou a faixa “Bullet” para promover o novo trabalho. Na verdade, trata-se de um trecho da canção, gravado em uma espécie de teaser com cenas de estúdio. A canção é boa, tem energia e o clima do vídeo traz ares de “família Franz”, ou algo do tipo (hehe).

 

Eu quero saber? Claro, o Arctic Monkeys está de volta!

O Arctic Monkeys começou a dar indícios de seu próximo disco, ainda sem nome e data de lançamento. Na última semana, durante o festival Hultsfred, na Suécia (terra dos aposentados Hellacopters e dos incendiários Hives), o grupo divulgou a canção “Mad Sounds” – balada deliciosa com pegada anos 60, clique aqui e ouça. Poucos dias depois, a banda mostrou a versão de estúdio da faixa “Do I Wanna Know?”, música de sonoridade mais pesada, que eles já haviam tocado ao vivo em apresentações ocorridas neste ano. No próximo dia 28 de junho, o Arctic Monkeys será uma das principais atrações do superfestival Glastonbury, ao lado dos deuses Rolling Stones.

 

Nick Zinner volta com sua primeira banda, por uma causa nobre

O incrível guitarrista Nick Zinner, do grupo Yeah Yeah Yeahs, voltou a gravar com sua antiga banda, o Challenge of the Future. Calma, ele não irá abandonar o Yeah Yeah Yeahs, nem embarcar em um projeto paralelo sério. O motivo da reunião dos correligionários de longa data é por uma causa nobre: levantar dinheiro para a filha de Sebastian Quezada, ex-membro do Challenge, morto em 2011. A banda gravou recentemente o single “You Can’t Call Off the Dog”, canção que já está disponível para compra. Sobre o som, bem, se você gosta de punk rock vai achar o máximo.

 

Foals divulga vídeo da canção “Bad Habit”

O grupo Foals segue colhendo bons frutos com o álbum Holy Fire, lançado neste ano. Nesta semana, a banda divulgou o vídeo da canção “Bad Habit”, cujas imagens mostram os integrantes do Foals num clima desértico e quente. Vai um pop-indie aí?

 

Jake Bugg lança nova versão de ‘Broken’, sob a produção do gênio Rick Rubin

Sabe o Jake Bugg, uma das renovações mais promissoras do cenário pop-folk-indie atual? O garoto de 19 anos tem sido destaque na cena britânica, principalmente após o lançamento de seu homônimo álbum de estreia. Nesta semana o rapaz divulgou uma versão diferente da balada “Broken”, gravada durante as sessões do disco Jake Bugg. A releitura desta vez traz a produção assinada pelo genial Rick Rubin e o vídeo, por sua vez, consegue reunir um clima que flerta com o country e o underground – não à toa a música entrou para a lista de melhores da semana da revista NME.     

Resumo musical

Semana Daft Punk (e o vídeo de outra galáxia)

O álbum Random Access Memories já é considerado um dos mais importantes da carreira do Daft Punk. A dupla formada por Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem Christo acertou a mão não apenas nas composições do novo trabalho, mas nas parcerias e no aquecimento do lançamento – com os famosos teasers. Nesta semana o duo francês exibiu o vídeo promocional do disco, que mostra a dupla em um clima futurista e espacial, no qual o vinil de Random Access Memories é colocado para tocar.

 

Outro clipe do QOTSA, em apenas uma semana

É com outra animação delirante que o Queens of the Stone Age ilustrou o clipe da faixa “If I Had A Tail”, outra canção que integra o álbum …Like Clockwork. O disco chega às lojas em 3 de junho e nesta semana teve grande parte do seu conteúdo vazado na web. O grupo de Josh Homme foi uma das principais notícias no mundo da música nesta semana, com direito a aparição marcante no programa do apresentador Jools Holland – na qual o QOTSA tocou “My God Is The Sun” e “I Sat By The Ocean”.

 

Em tempos de teasers, aí vem o Franz Ferdinand

Com passagens recentes pelo Brasil, o grupo escocês Franz Ferdinand prepara o lançamento do álbum Right Thoughts, Right Words, Right Action, que chega às lojas em 26 de agosto. A data pode parecer um pouco distante, mas o grupo já trabalha o ‘marketing’ do disco. Como os teasers viraram moda, o Franz fez questão de seguir a tendência para mostrar que o quarto álbum do grupo está prestes a sair do forno.

 

A reunião do Breeders, com Tanya Donelly

Tanya Donelly e Kim Deal (ex-Pixies) se reuniram novamente nesta semana, durante uma apresentação que marcou a nova turnê do Breeders, no Last Splash. A formação atual não conta com a cofundadora Donelly, o que tornou o encontro um acontecimento especial para os fãs da banda indie. Juntas, as garotas cantaram “Happiness Is a Warm Gun” e “Do You Love Me Now?”.

 

Lana Del Rey e os violinistas

A trilha sonora do filme The Great Gatsby está dando o que falar. Isso ocorre pelo fato de o time de artistas ser de primeiro escalão na música pop, de Jack White a Beyoncé, tudo produzido pelo fera Jay-Z. Na última semana, a cantora Lana Del Rey divulgou o clipe da canção “Young and Beautiful”, que também faz parte da trilha. Nas imagens a cantora aparece em um belo cenário, acompanhada por violinistas.

Na cola do Lollapalooza

O Pearl Jam, do vocalista Eddie Vedder, fechou o Lollapalooza 2013 (Foto Divulgação).
O Pearl Jam, do vocalista Eddie Vedder, fechou o Lollapalooza 2013 (Foto Divulgação).

O Cultura no Prato se aventurou na lama do tradicional Jockey Club, em São Paulo, para contar o que de melhor ocorreu no Lollapalooza 2013. Em meio a rostinhos bonitos e felizes, com suas camisetas de grupos legais (e nem tão legais assim), diversas bandas tocaram ao longo dos três dias de evento.

No primeiro dia só deu Killers. A banda liderada pelo vocalista Brandon Flowers, filho do Bono Boxx (hehe), soube tirar proveito do dia no qual algumas apresentações não agradaram muito, como o show ‘estranho’, para alguns, do Flaming Lips, que exagerou na dose ‘viagem experimental’. Sendo assim, o Killers literalmente jogou para a torcida, desfilando hits antigos e novos como “Somebody Told Me”, “Mr. Brightside”, “Runaways” e “Miss Atomic Bomb”.

O segundo dia chegou e com ele atrações de peso como Black Keys, Queens of the Stone Age, Franz Ferdinand, Alabama Shakes e Gary Clark Jr. Como os horários de Franz e Alabama coincidiram, fui obrigado a escolher e, considerando o fato de já ter visto o competente grupo escocês duas vezes, optei pelo estreante Alabama Shakes, da diva Brittany Howard.

O Alabama focou o repertório do show em seu primeiro disco, Boys & Girls, e mandou sucessos como “Hold On”, “You Ain’t Alone” e “I Ain’t the Same”. O ponto alto fica por conta da belíssima voz da vocalista Brittany Howard. Ao fim da apresentação, ouvi comentários do pessoal que voltava do Franz como: “foi o melhor (show) até agora”. É possível ter ideia de como foi a performance por lá, não é mesmo?

Antes do Alabama, vale destacar também o incrível Gary Clark Jr., que faz um rock-blues ao estilo Jimi Hendrix, com pitadas pop. “Bright Lights” tem um poder surreal ao vivo, canção que é forte candidata a ”momento mágico do evento”.

Hora do Queens of the Stone Age, uma das bandas mais aguardadas do Lolla 2013. Com baterista novo, o QOTSA trouxe o mago Josh Homme novamente ao Brasil e um repertório competente na bagagem. Foi insano: “No one knows”, “Burn the witch” e “Little Sister”, entre outras canções, fizeram o publico pular sobre a lama que cobria boa parte do chão do Jockey. Ainda sobrou tempo para a inédita “My God Is the Sun”, que também agradou.

O final do segundo dia de festival tinha o duo Black Keys como principal atração. O setlist girou em torno dos discos Brothers (2010) e El Camino (2011), mas surpresas como “Thickfreakness”, faixa-título do segundo álbum da dupla, também apareceram no repertório. Cabe dizer também que houve certa injustiça com o Black Keys, principalmente, em relação a comentários feitos nas redes sociais.

O ótimo momento da dupla no cenário internacional fez com que eles fossem escalados para fechar o sábado, tocando depois do Queens – banda que algumas pessoas defendiam como headliner do dia. Para analisar um artista, antes de tudo, é preciso conhecê-lo. Vale a pena refletir. Defesa feita, confesso que o lado direito do palco apresentou falhas, deixando a guitarra baixa, mas nem esse fator tirou o brilho da apresentação. Que foi linda, sim.

O terceiro o último dia chegou com a seguinte missão: ver as bandas Hives e Pearl Jam. O grupo sueco fez um show poderoso, até pessoas que estavam em frente ao palco principal, na espera pelo Pearl Jam, rasgaram elogios ao Hives. Também pudera, com o vocalista Howlin’ Pelle Almqvist endiabrado, como uma espécie de filho do Mick Jagger, o Hives mostrou todo o seu punk-garage-rock numa apresentação devastadora, com direito a palmas, autógrafo para fá enlouquecido, momento estátua (famoso nas apresentações do grupo) e hits como “Hate to Say I Told You So”, “Main Offender”, “Tick Tick Boom” e “Go Right Ahead”. Show perfeito.

A magia do Lollapalooza, com todos os eventuais defeitos de qualquer evento grande, chegou ao fim com o gigante Pearl Jam, do carismático Eddie Vedder. O grupo norte-americano fez um show “greatest hits”, como não poderia ser diferente para uma banda consagrada.  Lá estavam os clássicos “Alive”, “Jeremy” e “Do the Evolution”, para alegria geral, que foi ainda maior por conta dos ótimos covers de The Who, “Baba O’Riley”, e Ramones, “I Believe In Miracles”. Menção honrosa também aos brasileiros Criolo e Planet Hemp, cujos shows não deixaram nada a desejar aos gringos. Que venha o Lollapalooza 2014!

A seguir, alguns vídeos com os principais destaques: