“Kubrick”: um mergulho na obra do mestre

 

Aos subir os degraus do Museu da Imagem e do Som (MIS) que dão acesso à exposição Kubrick, mostra que reúne peças originais dos filmes, fotos, anotações e vídeos, que narram a filmografia do diretor norte-americano, a sensação é de total arrebatamento. Como se fosse possível, por meio de diferentes sentidos, entrar momentaneamente nas obras do cineasta.

Cada uma das salas da exposição traz a temática de um dos filmes de Kubrick. Mas antes de adentrar os espaços, o visitante passa por pequenas cabines que exibem os cartazes originais das obras, fato que remete à decoração de um cinema. É como um aviso: a partir de agora você pisa no set de filmagem de Lolita, de O Grande Golpe ou O Iluminado.

Além das peças originais, a trilha sonora das obras pode ser ouvida em cada sala, outro tempero que intensifica a sensação de “estar dentro do filme”, ou ainda, de mergulhar na mente de Stanley Kubrick e observar de perto toda a sua genialidade.

Para compartilhar um pouco as sensações pelas quais passei em Kubrick, posto aqui algumas imagens que dizem mais (ou melhor, muito mais) do que minhas singelas palavras. Não deixe de conferir a exposição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s