Livro da semana

Ultraviolência: Laranja Mecânica completa 50 anos

 

 

Alex e seus droogs – termo do dialeto nadsat, que mescla gírias de gangues inglesas e palavras russas – ganharam notoriedade na cultura pop quando foram levados das páginas do romance Laranja Mecânica (A Clockwork Orange, nome original), escrito por Anthony Burgess, às telas de cinema por Stanley Kubrick. O filme homônimo, contudo, causou horror ao retratar a trajetória de uma gangue violenta que cometia estupros, assaltos e se aventurava em brigas – tudo ao som de Beethoven –, fatos que renderiam belas capas em jornais sensacionalistas.  

Lançado oficialmente em 1962, o livro de Burgess, que inspirou famoso longa, acaba de completar 50 anos e ganha uma bela versão comemorativa, chamada Laranja Mecânica – Edição Especial 50 Anos,com textos inéditos que ajudam o leitor a compreender melhor esta obra complexa, que antecipou muitos aspectos sociais de hoje.

A nova edição traz, entre outras relíquias, uma entrevista inédita com o autor, notas complementares e um ensaio no qual Burgess explica os motivos que o levaram a escrever a obra, além de analisar o filme de Kubrick (clique aqui e leia o texto). As ilustrações ficam por conta de três gigantes do campo das graphic novels: o quadrinista e ilustrador britânico Dave McKean, Angeli (criador de Rê Bordosa e Bob Cuspe) e o artista plástico argentino Oscar Grillo, que curiosamente assistiu à estreia do filme na companhia de Ziraldo, em Londres.

Ao contar a história de um jovem delinquente, que após ser preso é submetido a um tratamento chamado “Técnica Ludovico” – uma terapia de reeducação psicológica e social que visa eliminar o caráter violento, uma espécie de Psycho Therapy dos Ramones –, a obra de Burgess dialoga com a violência urbana de hoje, que afeta principalmente os jovens. No entanto, Laranja Mecânica também pode ser entendido como uma crítica às falhas no sistema, quando este tenta fazer correções.

É difícil resumir os impactos que a obra provocou (e ainda provoca) na cultura pop, de menções em seriados como South Park e Os Simpsons ao disco A-Lex, do grupo brasileiro Sepultura, passando pela banda britânica de punk rock The Adicts, que buscou inspiração no visual de Alex e sua gangue. Fique atento droog, a nova edição de Laranja Mecânica chega às lojas em 22 de novembro.

 

Serviço:

Laranja Mecânica – Edição Especial 50 Anos

Autor: Anthony Burgess.

Tradução: Fábio Fernandes.

Editora: Aleph. 

Páginas: 352.  

Preço: R$ 79,00.  

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s