Livro da semana

O eterno “ziriguidum” do Estácio

 

Os batuques do lundu flertaram com os arranjos do choro num Brasil enriquecido pela cultura africana, em meados da década de 20. Em pouco tempo, nomes como Donga, João da Baiana e Pixinguinha ajudariam a criar o ritmo mais brasileiro de todos: o samba.

Nascido no bairro carioca Estácio – considerado um dos berços do gênero musical –, o escritor e antropólogo Paulo Lins desde cedo respirou a efervescência sambista que permeava a região. Na famosa Praça Onze, palco de memoráveis rodas de samba e também do surgimento da religião umbanda, Paulo entrou em contato com o trabalho de grandes compositores e teve a ideia de iniciar uma ampla pesquisa, que originou o livro Desde que o Samba é Samba.

A pesquisa do autor é enriquecida por histórias ficcionais, baseadas na rotina dos moradores do Estácio e que deram origem a personagens que traduzem como era viver no bairro carioca entre 1928 e 1931. Entre questões polêmicas como violência e prostituição, o autor narra a formação do primeiro bloco de carnaval do País, o lendário Deixa Falar.

Paulo Lins ganhou fama após seu primeiro romance, o elogiado Cidade de Deus, ter sido adaptado às telas de cinema, em 2002, sob direção de Fernando Meirelles. No entanto, a coleta de dados para concluir Desde que Samba é Samba começou bem antes do sucesso, no período de faculdade. Mas à época, o escritor recebeu apenas a singela nota 7,5 pelo trabalho.

Ao retomar e finalizar o antigo projeto, Paulo Lins fez questão de mostrá-lo novamente ao professor orientador. Hoje, a nota certamente seria 10. Aexperiência de andar pelas calçadas do lendário bairro carioca desde pequeno fez toda a diferença. Nascer no Estácio e ser educado na “roda de bamba”, como diria um tal Noel Rosa, certamente foi decisivo na construção das páginas de Desde que Samba é Samba.

A seguir você confere uma entrevista que o escritor Paulo Lins concedeu ao programa “Estação Cultura”, da TVE, apresentado pelo ‘meu xará’, Newton Silva.

 

Serviço:

Desde que Samba é Samba

Editora: Planeta.

Páginas: 336.

Preço: R$ 39,60.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s